sucessao papal

Reprodução/PhotoBlog NBCNews

 

As imagens impactantes acima demonstram a invasão da tecnologia em nossas vidas: as sucessões papais de 2005 e 2013. Nelas é possível ver a aglomeração de pessoas na praça de São Pedro, no Vaticano. Em 2005 há apenas um celular, mas em 2013, menos de 10 anos depois, raríssimas são as mãos sem um dispositivo pronto para registrar o momento.

 

Esse comportamento digital e conectado está atingindo cada vez mais pessoas. No Brasil já são mais de 120 milhões de internautas e o número aumenta todos os anos. Isso não é nem um pouco difícil de imaginar né? No metrô, ônibus, parques, ruas, shopping, enfim, em qualquer lugar, basta olhar para o lado e logo se nota algumas pessoas concentradas em suas telinhas.

 

Mas, o dado interessante é que, enquanto o tráfego de Internet aumenta vertiginosamente, o consumo de algumas mídias como revista e jornal mostram uma forte redução. Não porque as pessoas passaram a achar o conteúdo desses canais desinteressantes mas por ser muito mais conveniente e barato ler tudo isso nos sites e portais de notícia.

 

Além da quantidade de usuários, o tempo de navegação também tem crescido. Atualmente, estima-se que cada pessoa passe em média 42 horas por semana na Internet, incluindo acessos por computador, tablet e celular. Já as emissoras de TV disputam uma audiência de apenas 13 horas por semana.

 

 

comparacao tv_mobile

 

 

Acho que esses números já demonstram o alto e crescente potencial da Internet. Mas e para o mercado imobiliário? Isso também faz sentido? Vale a pena anunciar imóveis na Internet? Vamos aos números.

 

 

Dos 120 milhões de internautas brasileiros, 15,5 milhões acessaram pelo menos um site do setor imobiliário nos últimos 30 dias. Isso representa mais de 10% do tráfego, ou seja, a cada 10 pessoas conectadas, mais de 1 acessou algum site de imóveis.

 

 

publico internet

 

 

De todo o processo de compra de um imóvel, desde a identificação da necessidade, pesquisa, negociação e decisão de compra, 71% acontece na Internet. E este número parece estar até um pouco subestimado. Hoje é muito raro alguém fazer qualquer tipo de pesquisa ou busca em algum lugar que não seja a Internet.

 

Por qual motivo seria diferente com imóveis? Além disso, a opinião de amigos e outros consumidores também se tornou um ponto importantíssimo para se tomar a decisão. E onde encontramos essas informações? Pois é. Redes sociais, fóruns e alguns sites.

 

Com a correria do dia-a-dia, reuniões encavaladas umas nas outras, compromisso familiares, pessoais, profissionais, etc, e-mails e mensagens acabam sendo uma forma de comunicação mais eficiente e rápida. Opa... aposto que a tecnologia está tão inserida no sangue de vocês que nem se lembraram que e-mail e mensagens também usam a Internet né?

 

Este é somente um pedacinho de tudo que acontece no mundo digital relacionado ao mercado imobiliário. Nosso setor é tão rico em detalhes que vamos escrever um artigo somente sobre a Internet e o mercado imobiliário. De qualquer forma, acreditamos que já tenham sentido o cheirinho do que está acontecendo e do que há por vir.

 

 

 

Fontes/Referências:

Reprodução/PhotoBlog NBCNews

http://alugueldenotebooks.inf.br/produto/aluguel-de-televisao/

https://www.youtube.com/watch?v=gFH1cIgspFg

http://universalsoftware.com.br/blog/anuncios-de-imoveis-na-internet/

Emarketer Time Spent Comparative Estimates (Time Spent Per Day with media among Smartphone/Tablet users)

Comscore outubro 2015