nuvem

 

 

Divulgação de imóveis pela Internet

 

No artigo “Vale a pena anunciar na Internet?” vimos todo o potencial que a rede apresenta tanto em termos de quantidade de público quanto com relação ao tempo de navegação. Mas, será que esses números também são representativos para o mercado imobiliário?

 

As pessoas realmente procuram imóveis na Internet?

 

Para responder a essa pergunta, vamos olhar para 4 momentos que fazem parte do processo de compra de um imóvel: estímulo, pesquisa, negociação, decisão.

 

 estimulo

 

 

 

Estímulo

 

Acontece alguma coisa que faz com que a pessoa queira ou até precise procurar um imóvel. Pode ser qualquer coisa, desde a mudança de emprego, até o planejamento de um casamento, passando por ter a vontade de morar sozinho, de ter um cantinho só seu, o ingresso numa faculdade, o aumento da família, e tantas outras. Nessas horas, todos nós entramos num estado de atenção elevada para tudo o que remete a imóveis.

 

Estar presente neste momento da vida das pessoas é uma ótima forma de aumentar seus negócios. E qual será o primeiro lugar onde a pessoa vai procurar um imóvel? Será em classificados em jornais e revistas, televisão ou internet?

 

Depois dessa primeira busca, a pessoa continua sua vida online, nas redes sociais, nos portais de conteúdo que ela visita diariamente. São oportunidades que a pessoa terá de ver novamente o logo da Imobiliária X, de navegar por algumas fotos de imóveis tiradas pela Imobiliária X. Qual será a primeira imobiliária que vai se lembrar quando tomar uma iniciativa? Eu acho que me lembraria da Imobiliária X.

 

Mudar-se ou adquirir um imóvel é um processo complexo que têm impacto de médio/longo prazo. Não é como decidir comprar um tênis ou um celular novo. É uma decisão que se toma com certo cuidado, e requer muita pesquisa, o que nos traz para a fase 2.

 

 

Pesquisa

 

Com a necessidade identificada, inicia-se o processo de buscar o imóvel. Existem algumas alternativas aqui como revistas e jornais mas como já vimos, não pensar na Internet em primeiro já é até considerado antiquado, não é? Pois bem, não é à toa que 90% das buscas por imóveis se originam na Internet.

 

E não para por aí, veja mais alguns dados:

 

  • 15 milhões de pessoas acessaram algum site imobiliário nos últimos 30 dias.
  • Mais de 16 milhões de buscas por imóveis são feitas na Internet brasileira por mês.
  • A procura por imóveis no celular está crescendo 130% ao ano.

 

Com números assim fazer uma avaliação parece perda de tempo, não é?

 

As pessoas passam alguns dias olhando, retornando, e em momentos específicos entram em contato, seja por telefone ou e-mail ou qualquer outra via que a imobiliária permita, como Whatsapp ou Facebook.

 

Havendo o contato, confirmado o interesse pelo imóvel bem como a sua disponibilidade dele, marca-se uma visita ao imóvel. Isso nos coloca na terceira fase.

 

 

Negociação

 

A visita ao imóvel acontece nas poucas horas que antecedem o envio da proposta, seja de compra ou de locação. A visita e as negociações acontecem quase em conjunto. Num mercado disputado, se você gosta do imóvel na visita você faz uma proposta dentro de poucas horas, ou corre o risco do imóvel ficar indisponível. Nessa hora, nossa atenção reverte-se para buscar as melhores condições de pagamento.

 

Depois de conseguir a atenção e o contato do futuro comprador, grande parte do relacionamento da negociação também é feito pela Internet. Segundo pesquisa:

 

  • 87% das pessoas que buscam imóveis prefere ser atendida por e-mail.
  • 98% usam o aplicativo Whatsapp.
  • 68% afirmam que atendem ligações no trabalho mas que preferiam não receber ligações naquele momento.

 

Aparentemente as pessoas estão preferindo a comunicação no formato “me manda quando quiser que respondo assim que puder”.

 

 

 

 

 atendimento eletronico

 

 

Decisão de compra

 

Antes de bater o martelo, procura-se por mais informações sobre a região do imóvel, pesa-se as vantagens e desvantagens para só então decidir.

 

Segundo uma pesquisa realizada em 2013, a duração média de todo este processo é de 13 meses e 71% de todo o processo acontece online. Fazendo uma conta rápida, isso significa que o usuário passa 9 meses desse período conectado.

 

Como os negócios imobiliários costumam envolver cifras elevadas, os clientes costumam buscar muitas opiniões e recomendações.

 

25% ouviram opiniões de amigos, familiares e conhecido.

26% ouviram depoimentos de especialistas.

64% dos interessados em imóveis assistem vídeos para obter informações.

 

 

 decisao de_compra

 

 

Conclusões

 

Vimos que a quantidade de pessoas buscando imóveis na Internet é imensa, e está cada vez maior. Vimos também que as pessoas utilizam a internet em quase todas as fases do processo de compra. Aprendemos que elas preferem ser atendidas de forma que elas mantenham o controle da conversa e preferem não ser perturbadas. O processo leva meses desde seu início, com o estímulo, até a negociação e eventual conclusão da compra.

 

É fundamental divulgar imóveis na Internet, e essa necessidade também tende a ser cada vez maior. Há número enorme de jovens que nasceram e cresceram com a Internet, e é nela que esses jovens vão, a qualquer instante, comprar seus imóveis.

 

E você? Quando vai começar o planejamento digital de sua imobiliária?

 

 

Fontes:

http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2015/12/imoveis-sao-buscados-mais-de-16-milhoes-de-vezes-por-mes-na-internet.html

http://www.marketingimob.com/2016/10/busca-de-imoveis-na-internet.html

Pesquisa Path to Purchase – Google & IPSOS – 2013